Você Sabe os Riscos do Uso do Omeprazol?


Excesso de remédios como o omeprazol causaria demência
Medicamento em consumo contínuo está diretamente relacionado à falta de vitamina B12 no organismo, que pode levar a problemas neurológicos graves

Muito usados por quem tem refluxo, gastrite, acidez estomacal, úlcera, entre outros problemas estomacais, medicamentos com o omeprazol, da classe dos antiulcerosos, que reduz a secreção ácida, podem levar à demência se consumidos em excesso.

O alerta foi feito em um estudo norte-americano, publicado na revista da Associação Médica Americana (Jama, em inglês).

Há mais de cinco anos, os médicos vinham ouvindo falar da existência de todos esses efeitos secundários. Mas torna-se difícil a sensibilização tanto dos profissionais de saúde como dos seus pacientes, a fazer o uso mais racional desse medicamento, afirma o presidente do departamento de medicina da família e da Academia de Ciências Médicas de Bilbao, José Antonio Estévez.

O medicamento representou uma revolução no tratamento de úlceras gástricas. Entretanto, conforme avaliou o estudo, o consumo contínuo (por dois anos ou mais) de doses elevadas de omeprazol, que correspondem a 40 miligramas diários, está diretamente relacionado à falta de vitamina B12 no organismo, que pode levar a problemas neurológicos graves, como demência e anemia.

Ao longo de 14 anos, de 1997 a 2011, os especialistas fizeram a comparação entre um grupo de 25.956 pacientes com diagnóstico de déficit de vitamina B12 com outro de 184.199 pessoas sem esse transtorno.

O estudo concluiu que as pessoas que tomaram omeprazol ou similar durante muito tempo tinham 65% mais chances de ter níveis baixos de vitamina B12.



Exagero. 
A descoberta serviu como alerta contra a automedicação, segundo os especialistas. Alguns afirmam que certos pacientes fazem uso do remédio quando sabem que vão exagerar na alimentação. O agravante nessa situação é a ingestão sem prescrição médica.

A pesquisa recomenda que as pessoas que insistem na automedicação devem, ao menos, reduzir a quantidade de remédio pela metade, ou fazer pausas entre um período e outro de uso. Assim, parte da quantidade de vitamina B12 necessária poderia ser recuperada pelo organismo.

Fonte. A vitamina B12 está presente em boas quantidades nos alimentos de origem animal, especialmente nos peixes de águas frias e profundas, como salmão, truta e atum, fígado, carne de porco, leite e derivados, ovos e ostras.

Flash
O que é. O omeprazol age na diminuição da quantidade de produção de ácido clorídrico pelo estômago, sendo indicado para gastrite, úlcera e esofagite.

Quanto menos remédio na sua vida, melhor. Se for possível, peça ao seu medico outros meios para te tratar, e nunca faça auto medicação.


10 Dicas para Clarear Axilas e Virilhas


10 Dicas para Clarear Axilas e Virilhas
Dica 1:
Misture o suco de limão, leite em pó e mel até formar uma pasta e aplique na pele diariamente. Deixe por 15 minutos e depois enxágue bem.
Dica 2:
Faça uma pasta de vinagre branco e bicarbonato de sódio e aplique as axilas ou virilhas, duas vezes por dia.
Dica 3:
Açafrão em pó – tem a propriedade de anti-envelhecimento e clareamento. A mistura com iogurte, ou leite, ou suco de frutas cítricas pode clarear virilhas e axilas escuras.
Dica 4:
Gel de Aloe Vera – é emoliente e promove a regeneração das células da pele. Aplicado em partes escuras da pele pode ajudar a clareá-la.

Dica 5:
Extrato de alcaçuz – promove esfoliação e clareamento da virilha e áreas escuras.
Dica 6:
Use uma pasta de argila branca com vinagre e 1 gota de óleo essencial de laranja, 2 vezes na semana.
Dica 7:
Aplique água oxigenada com um chumaço de algodão, 2 a 3 vezes ao dia. Lavar após 15 minutos.
Dica 8:
Esfregue óleo de coco todos os dias nas áreas escurecidas.
Dica 9:
Esfregar limão direto sobre a pele escurecida diariamente. ( Evite expor essa área ao sol, após a aplicação do limão)
Dica 10:
Batatas e tomates: As batatas são agentes clareadores naturais, e são muito eficazes em clarear manchas de pele, sem quaisquer efeitos secundários nocivos. Da mesma forma, fatias de tomate cru esfregado sobre a pele escura pode clarear a pigmentação natural também.


8 revoluções na sua vida para fazer hoje e conseguir emagrecer horrores



Emagrecer quase sempre não é uma tarefa fácil, e mesmo com exercícios físicos e dieta balanceada, algumas mulheres “estacionam” na perda de peso e não conseguem mais ver o ponteiro da balança baixar. Um dos segredos para lutar contra isso é promover pequenas mudanças em seus hábitos cotidianos, que podem fazer toda a diferença na hora de entrar em forma mais rápido. O site norte-americanoPopsugar Fitness listou nove dessas “revoluções” para emagrecer mais.

Coma alimentos integrais no café da manhã
Pular o café da manhã pode ser um grande obstáculo para quem precisa acelerar o metabolismo. Abastecer o corpo com alimentos saudáveis logo de manhã ajuda o corpo a queimar calorias de forma mais efetiva durante o dia inteiro. O melhor é escolher alimentos integrais – ricos em fibras e carboidratos complexos, eles dão mais saciedade e evitam escapadas na dieta.

Beba mais água
Parece clichê, mas muita gente acaba negligenciando a importância que a água tem em manter o organismo saudável e em pleno funcionamento. Uma pesquisa da Universidade de Utah, nos Estados Unidos, mostrou que pessoas que bebem entre oito e doze copos de água por dia queimam mais calorias do que quem ingeriu somente quatro copos.


Faça HIIT
Essa modalidade de treino altera momentos curtos de altíssima intensidade – os chamados “tiros” – com momentos mais longos de intensidade baixa ou de descanso absoluto. Há estudos sugerindo que o HIIT faz com que o corpo continue queimando calorias depois do término do exercício, além de aumentar o metabolismo de repouso. Isto é, mesmo sem fazer exercício, o ritmo de queima de gordura fica mais acelerado. Caso você ache que está estacionada em seu treino, o HIIT (desde que corretamente supervisionado por um professor de educação física) pode ser a chave para você “acordar” seu metabolismo.

Inclua proteínas em seu almoço
Segundo a terapeuta clínica e holística Esther Blum, incluir proteínas no almoço é uma opção saudável sem “pesar” a mão no nutriente, já que proteínas em excesso podem fazer mal As proteínas levam mais tempo para serem digeridas e metabolizadas – o que significa que o corpo gasta mais calorias nesse processo.

Faça pequenas caminhadas depois de grandes refeições
Caminhar depois de comer ajuda não só na digestão, mas também pode ser uma arma contra a gordura localizada. Para quem trabalha, é sempre mais difícil, mas ir e voltar andando de um restaurante mais longe do emprego, por exemplo, pode ser uma opção, em último caso. Dois estudos europeus mostraram que ficar sentado por mais de uma hora, sem se levantar, reduz em 90% o ritmo de liberação das enzimas responsáveis pela queima de gordura.

Use pimenta em seus temperos
As pimentas chili têm um componente chamado capsaicina, que ajuda a turbinar o metabolismo e a diminuir a compulsão alimentar. Além disso, entre os benefícios da pimenta estão altas concentrações de vitamina A e C e poderes antioxidante e adstringente. Se você não é muito fã de pimenta, pode apostar em alimentos outros temperos termogênicos, como cúrcuma, gengibre e canela.

Separe um tempo para cuidar de você, todos os dias
Não importa se for no banho, rezando, meditando, fazendo yoga, com malhação pesada, lendo ou conversando com as amigas: o importante é NÃO se estressar. Segundo a educadora física Julie Barrett, quando o organismo está sob stress, as glândulas produzem cortisol em excesso. O chamado “hormônio do stress” pode acabar desregulando todo o ciclo hormonal do corpo – o que reduz a capacidade de queimar gordura.

Durma bem
Dormir bem é fundamental para recuperar seu corpo e descansar a mente, mas o sono pode ser também um importante aliado do emagrecimento. Quando a pessoa dorme menos do recomendado (sete a oito horas por noite, com variações individuais), há um desequilíbrio hormonal que pode acabar levando ao ganho de peso. Isso porque alguns dos hormônios ligados ao apetite e à saciedade da fome (grelina e leptina, respectivamente) são produzidos durante o sono, além de uma série de outras substâncias que afetam o desempenho físico e o acúmulo de gorduras de uma forma geral.

 

Voltar ao Topo da Página